Portuguese Spain English

Everyday Somewhere

Transport in Guatemala

You think we’d be used to travelling uncomfortably by now but our recent spell in Guatemala has proven that you never really do get used to it. There is not much of a bus system in the country so most of the travel consists of small vans where you knees push through the seat in front of you, there is no aircon and the driver seems to have a death wish. The three major legs of our journey, from Antigua – Semuc Champey – Flores – Mexico (via Belize) were all over 8 hour trips each and left you wishing you could cut your legs off.

Você pode até achar que a esta altura estariamos acostumados a viajar desconfortavelmente, mas na nossa mais recente viagem na Guatemala provou que nunca iremos nos acostumar com isso. Não há um bom sistema de ônibus no país, e para a maioria dos destinos são oferecidos serviços em pequenas vans, onde os joelhos empurram através do assento em frente de você, não há ar condicionado e o motorista parece ter um desejo de morte. Os três principais destinos de nossa jornada, de Antigua Semuc Champey – Flores – México (através de Belize) foram todas com mais de 8 de horas de viagem, e apenas nos deixando com desejo de poder cortar fora pelo menos um pedaço da perna.

 

To be honest, I’m not sure which was the worst part, the unbearable heat, the uncomfortable seats or the fact the driver was bombing down the badly laid road while texting? Either way, get ready for some backbreaking journeys so try to space out the days on which you travel and expect the unexpected. On one occasion, the brake fluid hose broke as we were travelling downhill and the driver had to use the handbrake to stop us from going over the edge. We were then dumped on this mountain in the middle of nowhere until he was able to find another van to continue our journey.

Para ser honesto, eu não tenho certeza qual foi a pior parte, o calor insuportável, os assentos desconfortáveis ​​ou o fato de o motorista estar correndo na estrada enquanto enviava mensagens de texto? De qualquer forma, prepare-se para algumas viagens exaustivas, então tente agendar alguns dias de descanso entre elas, porque uma coisa eu aprendi, sempre algum inesperado acontece. Em uma ocasião, a mangueira de fluido de freio quebrou quando estávamos passando por uma ladeira, e o  motorista teve que usar o freio de mão para nos impedir de ir ao longo do penhasco. Fomos despejados nesta montanha no meio do nada até que ele foi capaz de encontrar uma outra van para continuar nossa jornada.

Share Button

Post a Comment

Your email is kept private. Required fields are marked *